Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Marketing - Social

Hoje e diferente de todos os outros dias... quero obrigatoriamente escrever mas está complicado,… é natural que acabe por discutir comigo mesmo, pois não gosto que me obriguem a fazer qualquer coisa que eu não estou disposto... bem, este já não é o primeiro pensamento que escrevo... e como em tudo o que eu faço, odeio repetir-me. Repetir significa que estou sem criatividade, estou a fazer algo já pensado... Por vezes saem coisas lindas... mas o problema são  a beleza e o lado escuro dos textos... estou mais preocupado com ... “o bem estar”… daí a ideia do Social Marketing…

A expressão Marketing Social surgiu nos EUA, em 1971, e foi usada pela primeira vez por Kotler e Zaltman que, na época, estudavam aplicações do marketing que contribuíssem para a busca e o encaminhamento de soluções para diversas questões sociais, finalmente aqui busco a parte dos autores de referência para me dar uma justificação do título deste post, mas acho que a minha justificação é mais “intendível”.

Será isto tudo treta? Será mais uma ferramenta do Marketing ao serviço das Empresas? Será mais um factor determinante na escolha por parte do Cliente? HELL YES!

Alguém acredita que o marketing social visa criar um Mundo melhor? Alguém acredita que as empresas investem milhões em campanhas de marketing social sem retirar dele o seu devido retorno, tudo é estudado, tudo é pensado antes de executar, desta forma porque  se usa o Marketing Social? Basicamente porque os Clientes acolhem de melhor forma as Organizações que se “preocupam” com com uma melhor sociedade.

O que as empresas buscam é vincular a sua imagem a uma causa social que cause impacto Mundial em torno dessa Organização; Marca; etc… as empresas não buscam nem pretendem mudar e transformar comportamentos na Sociedade mas sim criar um sentido de ilusão que se Preocupam…

Muitas das campanhas de Marketing Social são apenas para aproveitar imunidades tributárias (basicamente sou uma empresa de tabaco e faço uma campanha de marketing onde aparecem os malefícios de fumar e para isso sou isento de impostos) e muito pouco estão comprometidos com os resultados sociais que a campanha de marketing possa alcançar, interessa sim o número de vendas que esta campanha originou. Tenho vários amigos e familiares que fumam e acreditam que por muitas imagens de fumadores, de pulmões queimados que colocam, não os demove de fumar, ou seja, estas campanhas não funcionam e não funcionam há muito tempo.

Os consumidores atuais procuram algo a mais que a marca venha a oferecer, nestas circunstâncias, questões como poluição, escassez de água, costumam a atrair os olhares comerciais e, posteriormente, os Clientes.

Exemplo 1 - Macdonalds, esta marca oferece imenso aos consumidores, mais não seja uma boa dose de gorduras saturadas e possíveis AVCs, mas isto é atirado para segundo plano pois esta marca comunica tão bem as causas com a sua Fundação Infantil Ronald McDonald que nos esquecemos, dos problemas de obesidade na nossa sociedade…

Exemplo 2 - Coca Cola, investem milhões em campanhas de defesa do planeta e de não poluição, mas não deixam de mandar para o mercado milhões de garrafas de Coca Cola feitas em plástico, um derivado do petróleo e que “tão bem faz ao planeta” e que “tão bem é replicado” principalmente nas bermas das estradas. Então se viajarmos para países como Angola e Moçambique, olhamos para as baías e vemos imensas garrafas destas como adorno no cimo das suas águas…

Exemplo 3 - Nike; Adidas; Puma; Etc… Tanto investem em publicidade contra o trabalho infantil, e basta irmos a países como China e Tailândia e vemos milhares de crianças a trabalhar em fábricas destas marcas a ganhar 1€/H. Resposta das Marcas, nós não conseguimos controlar os nossos fornecedores, ou seja, investem milhões em publicidade, em campanhas anti-escravatura, e não conseguem investir em meia dúzia de badamecos para controlarem os fornecedores e perceberem de onde vem o produto? Ou não convém? HUMMM!

Exemplo 4 - Benetton, tanto investiu em campanhas contra “Humanização” de animais e vemos como as ovelhinhas são tratadas…. ou melhor, como tratam a matéria prima, pois acho que não vêm animais, mas sim somente os novelos de lã…

Exemplo 5 - Energia Renováveis. Compramos painéis solares e ou geradores eólicos e como é que eles vêm acondicionados, com esferovite, outro produto que não poluiu nem nada…

Muitos mais exemplos poderiam ser dados, mas de facto o Marketing Social apesar de ser importante apresenta-se coberto de contra-sensos. Somos contra uma coisa, publicitamos “esse contra” e “por trás” vamos cometer o que dizemos que somos contra.

Espero que as Organizações mudem e apliquem mesmo o Marketing Social como um todo e a pensar mesmo nas fragilidades que assolam o nosso planeta, a nossa sociedade, e as pessoas e que não joguem o Marketing Social como uma ferramenta para gerar VENDAS!

Basicamente o Marketing Social é quando uma empresa necessita URGENTEMENTE de um Relações Públicas, ou seja, contrata-te porque tem a imagem tão manchada aos olhos do público que é urgentemente necessário mandar caixotes de livros, comida e afins que ninguém quer cá para países de 3º mundo e fazer um grande alarido à volta disso através dos mass media.

Basicamente eu defino de forma mais brusca e bruta a verdade sobre o Marketing Social ao contrário dos “Pais do Marketing”.

NS