Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Marketing - The Fifty Shades of Grey

 Fonte: http://4.bp.blogspot.com/-EcLR6n5wD5c/UKk95kp4AFI/AAAAAAAABp4/tC5b6MqgnFQ/s1600/eu-50-tons1.jpg

A maioria das empresas lança um produto no mercado e na maior parte das vezes nem sequer fazem uma análise ao mercado, à concorrência, simplesmente lança pois tem um “feeling” que aquilo irá resultar, e perguntamos: “E os estudos de mercado?” não são necessárias pois ando nisto e ainda tu não tinhas nascido…

E aqui estou eu a fazer uma análise ao assunto (como uma empresa que não faz estudos sobre o mercado) em epígrafe sem nunca ter lido os livros, pois “i got a feeling…”, somente vi para meu desespero o 1º filme, e sei que está para sair em breve o segundo, mas decerto estarei em viagem quando esse 2º filme passar nas salas do cinema, concerteza quando passar para os sites da internet , a minha internet durante esse tempo vai estar “muito lenta” para conseguir ver um filme online, e quando o filme passar para a TV, a Box da TV irá sofrer algum acidente…

Mas uma coisa é certa o livro vendeu mais de 100 milhões de cópias, sendo que 95% do seu público alvo foi a população feminina, quem deveria estar a fazer esta análise deveria ser uma Mulher pois foram elas as causadoras deste “tamanho” fenómeno.

Qual a explicação do tamanho sucesso desta saga de 3 livros / filmes? Será que é devido á quantidade astronómica de sexo? Pois quando os 2 personagens entram em acção aquilo é de 5 em 5 minutos a ver corpos nos suados. Será que é por abordar o sexo de uma forma Bondage, provavelmente desconhecido de muitos / muitas (algemas, chicotes, etc…)? Será por causa do sexo bondage / aliado à virgindade da personagem feminina? Será por causa do personagem masculino que tem um corpo escultural, com direito ao “6 pack” e ainda por cima é cheio de dinheiro?  Será que tudo isto faz a mulherada e os 5% da “homenzada” sonhar e pensar em algo que nunca tiveram? Pois sonhar e desejar é algo que o Marketing gosta muito de criar nas pessoas.

Como é que numa sociedade com tanto tabu sobre sexo fez com que este livro e conteúdo conseguisse tornar num sucesso mundial. A autora do livro descobriu como fazer a sopa de pedra e a partir daí foi delinear uma estratégia de marketing para publicitar e vender o livro e nada melhor do que as redes sociais para tornar este fenómeno viral.

Quando saiu o primeiro trailer do filme, no primeiro dia teve 36 milhões de visualizações, nas mesmas primeiras 24 horas o filme teve 1.5 milhões de partilhas e likes.

A Editora do livro / filme, a autora do livro, o realizador do filme, conseguiram passar a imagem que este era o primeiro livro alguma vez escrito sobre esta temática sexual (abordando o Sado /Maso), levando ao “desespero” milhões e criando uma ânsia de comprar e ler o “fruto proibido”.

Mas como tudo, não passou de uma estratégia bem delineada, pois este filme não foi o primeiro do género.

A autora de As Cinquenta Sombras de Grey foi buscar a sua inspiração não apenas a Twilight, mas também a um número incalculável de outros romances. O fascínio por BDSM remonta já aos tempos do Marquês de Sade… O Império dos Sentidos (1976)… Provavelmente ao Harry Potter (dado a quantidade de “varinhas” existentes nesta saga.

Contudo vivemos numa época em que uma boa jogada de marketing aliada a uma posterior propaganda boca a boca faz toda a diferença. Pesa a favor também a surpreendente coragem da editora Intrínseca em lançar uma obra erótica, sado-maso, por sinal, em tempos de repressão sexual de politiquismos e corretismos exacerbados.

Aliado a uma forte campanha de marketing, mais uma entidade americana voltada para a defesa da moral e dos bons costumes naquele país, resolveu fazer uma campanha nacional para que o filme não fosse exibido nos EUA. Resultado, o filme disparou em bilheteira a partir da campanha da entidade (o mesmo fenómeno aconteceu com o lançamento do Código Da Vinci, quando a Igreja veio mandar as suas “postas de pescada”)…

Como bons Cristão que somos e nem gostamos do fruto proibido, quando alguém nos diz para não ver, não ler, não comer, fazemos sempre exactamente o contrário.

Se estão a pensar em lançar um livro lancem um que rompe com todos os tabus existentes, façam uma boa campanha de marketing em todas as redes sociais, e tentem fazer com que uma entidade faça uma petição pública contra, desta forma estará a exacerbar o mostro que existe dentro de cada um de nós.

Conforme disse não li os livros, mas percebo uma coisa, os mesmos não precisam de ser bons,  precisam é de ter uma máquina de marketing por trás para catapultar comentários, partilhas, likes e visualizações.

NS

P.S. Espero que alguma entidade tente impugnar a leitura do meu blog, desta forma fará que em vez de 2 visualizações diárias, teria umas 5, isso sim seria uma ajuda.

36 comentários

Comentar post