Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Marketing - Amizade

Bom dia, tal como esperado o post de ontem foi o mais visitado, como 4 letras mudam tudo… Hoje venho falar de outra palavra não tão apelativa como Sexo ou Amor mas tão importante como estes; Amizade. Andando a cuscar blogs por este mundo virtual fora encontrei esta definição de Amizade.

“A amizade é um pilar fundamental na vida de cada um, e esta pode vir de qualquer parte: colegas de trabalho, colegas de faculdade, amigos de décadas, família.”

http://chicana.blogs.sapo.pt/tudo-uma-questao-de-companhia-55018

Com as novas tecnologias de informação verificamos cada vez mais as Empresas a tratar os seus Clientes não como um Número (como outrora), mas adoptando uma estratégia de Amizade (mais bonito que um número). Tal como nós procuramos em um Amigo, as Empresas também buscam uma maior proximidade, durabilidade (nada de one night stand), em torno dos seus Amigos, tal como nós.

As empresas “abriram as portas das suas casas” aos seus Novos Amigos convidando-os a entrar, muito através das novas redes sociais, que fazem com que as empresas respondam aos seus Amigos just-in-time, lhes forneça informação, lhes dê respostas e permita uma interacção com eles diariamente, assim o Cliente / Amigo não se sinta só, pois “São eles (Amigos) que nos ajudam a ultrapassar as dificuldades, são eles que estão para sorrir connosco e dividir as tristezas que nos assolam”.

As Empresas nos dias de hoje querem lá estar também connosco para dividir as tristezas e alegrias, mais não seja na forma de um chocolate, de uma cerveja, e afins…

A Superbock e a Sagres durante o Euro muito comunicaram a ideia de ver o jogo e beber uns “bejecas” com os Amigos.

O que antigamente poderia ser uma simples troca, nós vendermos um produto e alguém pagar por isso, tornou-se um relacionamento complexo. Hoje nós amamos, odiamos, defendemos, falamos mal e perdoamos as marcas. É assim como com as pessoas do nosso dia a dia, nós criamos expectativas sobre elas. Alguns poucos bons encontros e já estamos esperando muito mais.

Se verificarmos até a própria comunicação mudou, já não é tão, informal “fato e gravata” mas já mais pessoal e com gírias que antigamente não se via (estou desejoso por ver alguma publicidade a utilizar uma palavra como Fonix; “Fodasse” ou Carago; “Caralho”, gírias que usamos no nosso círculo de Amigos, pois dizer as mesmas fora deste círculo não é a mesma coisa… Falta-lhe algo se não for dito com aquelas pessoas naqueles locais… Aqui usamos o Fonix; "Fodasse" como vírgula e o Carago; "Caralho" como ponto final, a comunicação das empresas caminham para este tipo de intimidade com os seus novos Amigos.

Podemos reduzir a amizade a uma Fórmula matemática, sim sou grande admirador de Números, que posso fazer…

 

Amizade = Proximidade x Frequência x Duração x Intensidade

 

Para uma amizade ser duradoura é necessário que uma das variáveis dependentes não falhe, pois qualquer coisa vezes ZERO é? NADA!

É isto que as empresas buscam neste novo relacionamento com os seus novos Amigos, tudo uma “Maior”:

  • Maior Proximidade
  • Maior Frequência
  • Maior Duração
  • Maior Intensidade

As marcas estão a construir um relacionamento com os seus consumidores / Amigos e sempre a alinhar as suas estratégias com as expectativas destes, Amigos.

O conceito de Amizade Comercial está relacionado à intimidade, ao tempo de convívio e às revelações pessoais, sendo que para os clientes / Amigos a confiança no serviço oferecido tem influência sobre a manutenção de uma relação de amizade. Esta relação é limitada essencialmente pela percepção de que os clientes e profissionais pertencem a mundos diferentes e que a relação é regida primariamente pela instrumentalidade da troca comercial.

Finalmente, consequências de marketing podem ser observadas de relacionamentos que são caracterizados como amizade, entre elas o comprometimento, o boca-a-boca (não o jogo “bate-chapas”) positivo e a fidelidade, esta última essencialmente ligada á satisfação.

Os verdadeiros amigos são como anjos! Descobri essa irrefutável verdade ao perceber o quanto são raras essas preciosidades que chegam de repente na vida e se alojam devagar em locais especiais e essenciais da nossa existência. O Marketing também descobriu que estes “anjos” são deveras importantes para a sua sobrevivência.

O importante é termos anjos...

O importante é sermos anjos…

NS

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Narciso Santos 16.12.2016

    Hoje em dia tudo é "estudado"; "tudo é calculado" tudo é "explorado".
    "Anjos Caídos" sai o filme no próximo ano.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.