Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Marketing - Pai Natal e Coca Cola

Manhã de nevoeiro. E tão natural aqui. Quase banal. Fecho os olhos. Aspiro a humidade que se mistura com o cheiro a maresia e que se cola suavemente ao corpo. E bom estar assim … Mas … Ai o Natal … Porque acabamos neste mês por falar sempre nele?

Percorro as ruas da minha cidade e vejo-as completamente iluminadas, de todos os tons do arco-íris … São milhares de pirilampos que cintilam na escuridão … Ai o Natal esse fenómeno essencialmente de ausência da luz natural, pois decorre perto do Solstício de Inverno, sim esse dia do ano em que a luz solar é a mais diminuta do ano. Mas nada melhor que o Velhinho Gordinho, Barbudo para pintar o nosso Natal com a Cor da Paixão o Vermelho, coincidência ou não… tem exactamente as mesmas cores que o logotipo da Coca Cola…

Afinal o Pai Natal é fruto da Coca Cola, da Mitologia, ou miraculosamente apareceu do nada? Como não acredito que nada aparece do nada (redundâncias à parte), o que é certo é que não foi a Coca Cola quem inventou o Pai Natal, pois existem retratos do Pai Natal anteriores ao seu aparecimento em anúncios da Coca Cola, mas uma coisa é certa.

A Coca Cola não criou o Pai Natal. A Coca Cola Massificou o Pai Natal que conhecemos na actualidade, na sua primeira aparição num anúncio em 1930.

É o Espírito Natalício. Aquele que, imune a Corrupção, Políticos; Crises e outras catástrofes, parece amolecer angústias, varrer tristezas, aquecer corações solitários, mas que também anima empresas e economias...

Quem melhor para fazer anúncios no Natal, que não seja a Coca Cola? Desde que me recordo a Coca Cola já por si, faz campanhas fantásticas, mas no Natal, são verdadeiras obras de arte.

Neste anúncio esta marca consegue transmitir os valores que pensamos que o Natal representa, tais como “o dar”, “o partilhar”, “o ajudar o próximo”. Alia família com uma criança a distribuir Coca Colas pela vizinhança; pelos “mais necessitados”…

Quando juntamos Família; Ursos Polares (sim essa publicidade está fantástica também); Crianças e Pai Natal está dado o Mote para uma publicidade bombástica.

Tento fechar os olhos e pensar em um Natal sem marcas e sem um Pai Natal e de facto é impossível. De facto a imagem do Pai Natal que conhecemos hoje, foi tão divulgada que é impossível imaginarmos um Pai Natal, como sendo um Elfo com vestimentas de animais. Ou Imaginar um Lucky Luke vestido de Pai Natal (magrinho, sem barba, com a cara queimada de sol, com um cigarro na boca e em vez de montado em renas, montado no seu cavalo)? Não seria a mesma coisa…

Será que o Pai Natal Existe?

Irá existir enquanto os mais novos acreditarem, porque nos dias de hoje, nós seres humanos, crescemos a ouvir falar do Pai Natal, barbudo, gordo, com renas, com roupas vermelhas e brancas, que deslumbra as crianças. Mas de um ponto vista da comunicação e mais uma vez a redundância, sim existe, porque a figura do Pai Natal, é uma forma de comunicação, ou seja, todos os anos na altura do Natal, início de Dezembro, este volta a ser usado, atualmente por diversas organizações como forma de publicidade e de marketing, para darem a conhecer a sua organização como também aumentar as vendas. Com efeito, o Pai Natal, permitiu a diversas organizações estabelecerem relações directas com o seu público, principalmente, as crianças, que são os que mais comandam o Natal.

Em Suma o Pai Natal irá sempre existir, pois convém á pequenada que exista, convém aos pais que exista e acima de tudo convém ás Marcas que exista.

Provavelmente podemos dizer que sem Coca Cola Não existiria o fenómeno Pai Natal (como o conhecemos), por isso não é de estranhar que quando 4 pessoas vão a um restaurante,  nenhuma das 4 sabe o que pedir para beber, 2 pedem uma Coca Cola.

O Pai Natal está Vivo graças á Coca Cola e irá continuar vivo graças a todas as outras Marcas, Shoppings, Lojas, Casas, que o utilizam nesta época.

NS

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.