Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Marketing - Sexo / Amor

Só com este título provavelmente este será o post com mais visualizações que este blog alguma vez irá ter, não sendo a palavra “sexo” a mais procurada no motor de busca Google.

Amor e Sexo. Cada uma dessas duas palavrinhas possui apenas quatro letras, mas é o suficiente para mexer de forma significativa com a vida da maioria das pessoas. Tema comum nas conversas com os amigos, nas letras das músicas, na internet, nos programas e novelas de televisão, o assunto gera interesse e desperta a curiosidade (hummm curiosidade, coisa que o Marketing “tão pouco gosta”.

Estava a ler um post sobre se fazemos Sexo ou Amor e de facto se perguntar a 100 pessoas 99 de certeza irão responder que fazem o “Amor” pois a semântica na palavra Amor leva-nos para uma cenário Idílico de contos de fada, ao contrário da palavra Sexo que nos remonta mais para a parte das bruxas dos mesmos contos…

http://mariamocha.blogs.sapo.pt/o-que-e-que-vai-ser-amor-ou-sexo-69968

Vamos nos concentrar nos anúncios de Perfumes por exemplo. Sempre aparecem neste tipo de anúncios Mulheres Lindas com corpos esbeltos, Homens Lindos com corpos esbeltos ou ambos no mesmo anúncio (basicamente todas as minhas pretensões de fazer um anúncio publicitário de perfumes esbarra no Lindo e Esbelto)… O Uso da Emoção Sexual começou a ser banal e já não suscita por parte dos consumidores qualquer tipo de conotação machista ou feminista quando estes aparecem quase sempre seminus, ou de lingerie ou de pijama, a Emoção Sexual que estes anúncios transmitem passou a simbolizar uma qualquer forma de lazer e descontração.

O Amor está no ar, o Sexo ajuda a vender, isto está presente em qualquer campanha deste tipo de artigo, pois existe sempre um corpo atraente que nos incita logo uma imagem de Sexo, mas ao mesmo tempo nos permita não o banalizar e pensar que não se deve desistir do Amor.

O Sexo e o Amor viram uma ferramenta de Marketing muito bem usada por variadíssimas empresas.

A Sociedade cada vez tem a mente mais aberta e cada vez aceita mais estas publicidades com conteúdo, teor e carisma sexual. Já ninguém tapa os olhos ao ver na TV uma cena de intimidade, de teor erótico (até se tira uns apontamentos para mais logo tentar).

Um psicólogo qualquer disse isto: “Se existir amor e uma boa química entre o casal, dá para encontrar um ponto no meio do caminho que satisfaça a ambos”. As empresas já encontraram este ponto e por isso utilizam os conceitos de «Sexo e Amor» aliados à elegância e ao bom gosto  desta forma chega ao seu climax que é as Vendas.

Não deverá faltar muito para as marcas perderem o Medo e começarem a direccionar também as suas campanhas de marketing para os consumidores Gays (em média esta é uma classe com um nível de vida médio alto) e decerto irão ter resultados positivos.

Vivemos hoje num mundo em que cada geração entende o sexo de uma maneira. Para alguns, é um desporto; para outros, é uma forma de entretenimento, uma estratégia de marketing, uma expressão pessoal de amor, um laço sagrado, um meio de procriação, um instrumento de manipulação ou, simplesmente, ‘aquilo’...

Finalizando: O Sexo vende o Amor fideliza.

NS

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.