Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Portugal e a sua Produtividade

transferir.jpg

Em uma formação mostrei este artigo as minhas formandas e elas como qualquer Português que se digne ficaram um pouco incomodadas com uma afirmação tão dura!!!

"Os portugueses trabalham muito e mal. Se ligarem para um escritório de uma empresa alemã às 17h30, ninguém atende, a não ser que trabalhe lá algum português..." - Nadim Habib, professor da Nova SBE.
 
Lá estive a explicar que nos outros países e tudo questão de gestão de tempo e produtividade. Por exemplo colocar um CRM em uma empresa, os vendedores por norma vão boicotar a ideia, pois a empresa quer saber quem são os meus clientes, "eles querem-me controlar" etc... já ouvi tanto disparate sobre CRM que já perdi a conta, acho uma ferramente que nos ajuda no dia a dia.
 
Esta foi a primeira parte da explicação, agora entro na segunda. Tudo tem a ver com a nossa cultura enquanto povo e a nossa cultura empresarial, pois no fim de contas as pessoas têm vergonha de cumprir horários e sair a tempo e horas!!!!!
 
A cultura das horas de trabalho em Portugal sempre me intrigou... O “Manel” chega às 9/9h30, faz pausa para café + cigarro, almoça no mínimo 1h, seguido de mais uma ou outra pausa, saindo do escritório nunca antes das 19h-20h. Bem sei que há excepções à regra (e ainda bem que sim) mas deixo aqui algumas interrogações:
 
1) O “Manel” pede ao seu chefe para passar a entrar às 8h visto que gostaria de ir buscar o filho à escola por volta das 16h-17h. No entanto, o patrão diz-lhe "Não é possível... Não faz parte da nossa cultura";
 
2) O “Manel” tira apenas 20m para almoço e consegue terminar todas as suas tarefas às 18h. Porque é que ele é julgado pelos restantes colegas? "Olha este, a sair a esta hora..." Vítima deste estigma, o “Manel” deixa-se ficar sentado a contar o tempo até chegarem as "horas decentes" para sair do seu posto de trabalho.
 
3) Está tudo nas empresas a ver quem é o primeiro a picar o ponto de saída para os demais fazerem o mesmo e corrrerem para casa.
 
4) Outros países começam a trabalhar as 7h00 com uma pausa de 20m para uma sandocha e as 15:30 estão a caminho de casa, podendo beber uma cerveja com os colegas, pois confraternizar, faz parte da cultura e da amizade e no final às 16:30 vão buscar os seus filhos a escola. Ganham os filhos, ganham as educadoras e auxiliares que ao contrário de cá saem dos respectivos instituições após as 19:30...
 
5) Acredito se houvesse prolongamento em instituições de ensino até as 22:00 haveria quem fosse buscar os putos às instituições já prontos para irem para a cama!!!!
 
Penso que está na altura de percebermos que "less is more". Porque a criação de valor numa empresa não depende do número de horas de trabalho mas sim da produtividade e felicidade dos seus colaboradores.
 
E tu és feliz no teu trabalho?

Marketing - Uma Fábula

Todos os dias, uma formiga chegava cedinho ao escritório e pegava duro no trabalho. A formiga era produtiva e feliz.O director escaravelho estranhou que a formiga estivesse a trabalhar sem supervisão. Se ela era produtiva sem supervisão, seria ainda mais se fosse supervisionada.E colocou uma barata, que preparava belíssimos relatórios e tinha muita experiência, como supervisora.A primeira preocupação da barata foi a de padronizar o horário de entrada e saída da formiga.Logo, a barata precisou de uma secretária para ajudar a preparar os relatórios e contratou também uma aranha para organizar os arquivos e controlar as ligações telefónicas.

O escaravelho ficou encantado com os relatórios da barata e pediu também gráficos com indicadores e análise das tendências que eram mostradas em reuniões.A barata, então, contratou uma mosca, e comprou um computador com impressora colorida. Logo, a formiga produtiva e feliz, começou a lamentar-se de toda aquela movimentação de papéis e reuniões!

O escaravelho concluiu que era o momento de criar a função de gestor para a área onde a formiga trabalhava, produtiva e feliz. O cargo foi dado a uma cigarra, que mandou colocar carpete no seu escritório e comprar uma cadeira especial..A nova gestora cigarra logo precisou de um computador e de uma assistente, a pulga (sua assistente na empresa anterior) para ajudá-la a preparar um plano estratégico de melhorias e um controle do orçamento para a área onde trabalhava a formiga, que já não cantarolava mais e cada dia se tornava mais chateada.

A cigarra, então, convenceu o gerente marimbondo, que era preciso fazer um estudo sobre a motivação do pessoal.

Mas, o escaravelho, ao rever os valores e as estatísticas, deu conta de que a unidade na qual a formiga trabalhava já não tinha a rentabilidade que tinha antes, e contratou a coruja, uma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico da situação.A coruja permaneceu três meses nos escritórios e emitiu um extenso relatório, com vários volumes, e muitos gráficos, diagramas, fotografias e printings de documentos em power point, o qual concluía : Há excesso de gente nesta empresa!!

Adivinhe-se quem é que o escaravelho mandou demitir. A formiga, claro, porque ela andava muito desmotivada e aborrecida.
 
Tanta formiga, escaravelho e gerentes destes que existem neste mundo...