Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Mishmash Marketing

Basicamente é "uma mixórdia de temáticas" de Marketing!

Marketing - Lego

 

Ora Bom Dia…

Hà muito, muito tempo atrás, numa galáxia distante, criaram uma indústria Ikea, mas virada para os brinquedos de criança, porque os Legos não é mais do que uma mixórdia de peças, e assenta no conceito “do it your self” para mim é mais “i want to shoot myself” mas criançada adora brincar com estas peças gigantes, grande, pequenas e minúsculas de plástico injectado…

Se os Legos para a criançada é uma maravilha, permite à pequenada explorar o seu lado mais criativo, para nós pais é um pesadelo (pelo menos para mim) quando ofereceram esta caixinhas com 326 peças minúsculas que têm que ser manuseadas quase com uma pinça, pois com as mãos é quase tarefa impossível, onde tenho que montar neste momento um quartel de bombeiros. Não entendo o porquê oferecem este tipo de carrinho, avião, helicóptero para ser montado pelos putos, quando sobra sempre para os pais.

Acho que devemos passar o maior tempo possível em família, mas acho que não é boa solução comprar móveis no Ikea para eu os montar bem como não é boa solução comprarem Legos para eu também ter que os montar.

Já tentei ver isto da montagem como uma sessão terapêutica mas de facto não consigo, pois irrito-me sempre, e no final sempre sobram peças (quero pensar que os tipos colocam peças a mais, não vá o diabo tecê las).

Já falei do fenómeno do Star Wars à uns dias atrás (provavelmente todo o mundo vai colocar posts sobre a actriz que fez de Princesa Leia para “Ser Notícia”) e de facto o Mundo Lego ganhou uma fama tão grande que de facto o império ficou gigante e não estando contentes com os milhões de peças que vendem por dia, voltaram-se para filmes, jogos, roupa, parques temáticos, aliam-se a filmes, como Star Wars, Jurassic Park, etc… De facto a Lego conseguiu “entranhar-se” no mundo de pequenos e graúdos e são uma economia gigante ao nível dos tubarões do armamento…

Já mandei as minhas “postas de pescada” então vamos lá analisar as campanhas de marketing da Lego. Uma grande competição dento da indústria de brinquedos criativos, mas ainda maior a competição das campanhas de marketing usadas pela Lego a maior companhia de brinquedos do mundo.

"Eu coleciono, eu recolho, eu aprendo". O Tema da Empresa Lego é "somente o melhor é bom o suficiente”. Basicamente isto diz tudo sobre esta mega indústria, pois cá em casa são caixas cheias destas irritantes peças de plástico.

Outra coisa que me irrita é o facto de milhões de barris de petróleo serem desviados para esta indústria e não existir ninguém das Green Peace, Quercus, etc… A reclamar que o plástico é prejudicial ao ambiente. Mas também se fossem em madeira, estaríamos a desflorestar…, se fosse em vidro, partiam-se (mas ao menos eram recicláveis)… Mas adiante.

A Lego comunica e está presente em todas as redes sociais mais utilizadas, como facebook, twiteer, youtube, tumblr, etc… Eles estão presentes em todos os momentos mais marcantes das pessoas, como Natal, Aniversário, Férias, and so on… Têm como público-alvo, todas as pessoas, gostando ou não, sobra sempre para alguém a montagem destes tijolinhos coloridos… Têm publicidades fantásticas que cativam, educam, são persuasivas e… sinceramente os bonecos têm piada. Aqui está o mote dado para tudo correr de feição para a Lego, além de um produto fantástico aliam uma estratégia de comunicação e publicidade excepcionais.

Sentimos que a emoção é o elemento mais crítico para a persuasão. Isso é um facto na nossa mente. É um segredo? Sei que não, ou nós estivemos errados todos estes anos. Mas é uma verdade escondida para muitas empresas. Ou camuflada... As campanhas de marketing da Lego certamente têm todos estes ingredientes.

Se leu até este parágrafo e não viu o video acima, acho que deveriam perder 3 minutos e o ver, pois a resposta a tudo o que escrevo estão nesses 3 minutos.

Se a Lego tem um produto que a diferencia em tudo da sua concorrência, toda a sua mensagem é construída em cima deste pilar. Dão aos clientes a razão e o porquê de escolherem a Lego e não uma Playmobil por exemplo. O anúncio acima consegue nos agarrar com pequenos trechos e cada trecho recorre a um excelente elemento musical bem como um grande uso de recursos visuais, os exemplos saltam à vista e os resultados são; 3 mil Milhões Ano.

A Lego está cá para durar com as suas acções “educativas e de actividade” que estimula a pequenada, com os seus tijolos multi-coloridos… Bem eu cá mal por mal preferiria a Playmobil pois as peças são maiores e o número mais reduzido em relação á sua concorrente Lego, mas… Os Putos só têm olhos para os Legos…

NS